O juízo político da Hannah Arendt aplicado à Fraternidade

This article looks at the application of the concept of political justice elaborated by Hannah Arendt, on the basis of the aesthetic judgement of Kant. This concept of political judgement, originally devised by Arendt in view of ethical and political resistance in dark times, can also be used, this article argues, to develop broad visions and critical autonomy in the 21st century. A vast and fertile field of application would be that of the principle of fraternity, linking the field of law with that of intercultural studies.
1. Um uso diferente de uso para o juízo político
 

No presente artigo, o princípio da fraternidade será estudado como uma ideia regulativa no sentido kantiano, capaz de oferecer as bases para uma esperança racional dirigida à criação de um mundo justo, delineado pelas visões imaginativas compatíveis com os postulados daquele princípio esquecido. Estuda, também, o juízo político, uma contribuição paradigmática de Hannah Arendt para o pensamento político contemporâneo e cuja proposta original de uso referia-se aos momentos de exceção, às emergências políticas provocadas pelos regimes totalitários, as situações de ruptura com as tradições éticas e políticas civilizadas. 
 

I più letti della settimana

Casamicciola

Casamicciola: si poteva evitare

lutti

Lutti complicati

Simple Share Buttons